Ortodontia (Aparelhos Dentários – Colocação e Manutenção)

ortodontia é a área da odontologia que corrige a posição dos dentes e dos ossos maxilares. Desta forma, tanto os que buscam corrigir dentes tortos, como os que desejam melhorar a mordida (também chamada de oclusão), devem procurar por este profissional.

Este segmento da odontologia é muito procurado, pois, além de oferecer um tratamento odontológico capaz de restabelecer a função dos dentes, pode devolver a aparência desejada pelo paciente. Tudo isso deve acontecer aliando bem estar e saúde bucal.

Por exigir grande atenção e muita capacidade, os dentistas que desejam se tornar ortodontistas devem fazer, além da graduação, um curso de especialização, que pode ter duração de até 3 anos.

Como saber se preciso de aparelhos dentários?

Existem algumas maneiras de detectar quando um ortodontista é o mais recomendado para determinadas situações. Se apresentar algum sinal de má oclusão, ou seja, se não conseguir fechar os dentes da forma correta, é essencial procurar por esse profissional.

Todos os fenômenos que afetam estes problemas podem causar dores de cabeça, dores na região do pescoço, dos ombros e até das costas. Por isso, separamos os principais motivos que podem indicar quando um tratamento ortodôntico é necessário:

Sobremordida: é o excesso vertical da área anterior da maxila ou uma sobre-erupção dos dentes dessa região. Neste caso, os dentes superiores cobrem mais da metade dos dentes inferiores.

Mordida cruzada: este tipo de má oclusão é o posicionamento dentário incorreto, ou seja, quando a arcada superior está menor e os seus elementos dentários têm a tendência de se posicionarem de maneira retraída à arcada inferior, ou seja, os dentes de cima ficarão por trás dos dentes de baixo. Este tipo de problema pode acontecer tanto na parte anterior da arcada, pegando apenas os dentes da frente, quanto na parte posterior, de forma unilateral (somente um dos lados) ou até bilateral (ambos lados).

Mordida aberta: é caracterizada por uma abertura entre as duas arcadas quando as mesmas estão em oclusão. Este problema normalmente é ocasionada por hábitos deletérios(negativos), como o uso de chupeta de forma excessiva ou a prática de chupar o dedo (sucção digital).

Desvio de linha mediana: esse problema acontece quando o centro da arcada superior não está alinhado ao centro da arcada inferior e ambos não estão coincidentes com a linha média da face.

Diastemas: falhas e /ou espaços presentes entre os dentes, o que prejudica na aparência e na autoestima de muitas pessoas.

Apinhamento dentário: é mais conhecido como “dentes tortos”. Acontece quando existem dentes demais em uma arcada dentária pequena.

Em todas estas situações, consultar um dentista ortodontista pode ser de extrema importância para que o tratamento seja feito da forma correta.

Quais os principais tipos de tratamentos para estes tipos de problemas?

Para o tratamento de todos os problemas acima, existem diferentes recomendações dos ortodontistas. Sendo assim, separamos algumas das principais formas para resolver estas deformações e problemas nos dentes.


Aparelho ortodôntico removível

Este aparelho é utilizado na maioria das vezes por crianças durante a infância ou pré-adolescência. São recomendados no tratamento de mordidas abertas, cruzadas e sobremordidas. Normalmente, tem como principal objetivo tratar problemas esqueléticos ligados ao crescimento e desenvolvimento da criança.

Como exemplos podemos citar os expansores e a grade palatina, porém há uma infinidade de modelos a serem utilizados. Por isso, é sempre importante consultar um dentista para que esta ortodontia estética ocorra da melhor forma possível.


Ortodontia: Mantenedor de espaço

Este é um tipo de aparelho utilizado para segurar o espaço de um dente de leite que caiu antes da hora. Quando precoce, a queda deste tipo de dente pode levar à perda de espaço para o permanente, já que este último tem o dente de leite como guia. Este aparelho também pode prevenir casos de impacção dentária, que é quando o dente permanente fica preso dentro do osso.

Para isso, os ortodontistas inserem um anel ao dente mais próximo ao espaço vazio. Neste anel acoplam um fio que é estendido até o dente do outro lado do espaço. Isso faz com que esse vão fique vazio e nenhum problema maior aconteça até o dente permanente estar completamente formado e pronto para nascer.

Aparelho Ortodôntico Fixo

O aparelho ortodôntico fixo consiste em tubos, fios e braquetes que ficam presos de forma fixa aos dentes do paciente. O objetivo desse tratamento é alinhar a dentição, corrigir a mordida e proporcionar ao paciente um sorriso mais harmônico.

Apesar da eficiência, é necessário entender que este tratamento é feito geralmente mês a mês. A cada consulta, o ortodontista faz a ativação do aparelho para que o mesmo corrija o posicionamento dentário gradativamente.

É importante lembrar que cada caso é um caso e, portanto, a duração do tratamento pode variar, mas em média dura cerca de 2 anos – tudo depende da disposição do paciente, do compromisso com as consultas e da complexidade do caso.

Aparelho Ortodôntico Fixo

A Ortodontia, de fato, é essencial, principalmente quando o objetivo é manter o equilíbrio entre a estética e a função. Confira também todos os benefícios que este procedimento pode proporcionar aos pacientes:

  • sorriso mais bonito;
  • melhora da autoestima;
  • auxílio na melhora das dores de cabeça;
  • melhora da dicção,
  • melhora da respiração.

Agora que você já conhece os benefícios da ortodontia, que tal fazer um tratamento ortodôntico eficiente com profissionais especializados e que se preocupam com sua saúde e bem estar?


Vídeo sobre Ortodontia

Somos Dentistas Especialistas em Ortodontia em Brasilia

Conheça nossos profissionais dentistas e especialistas em implantes dentários, odontopediatria, ortodontia e muito mais.

Confira os nossos profissionais!

Marque sua avaliação