Botox Terapêutico: o que é, benefícios e como é feito na Odontologia
botox terapêutico botox terapêutico

Botox Terapêutico: o que é, benefícios e como é feito na Odontologia

9 minutos para ler

A toxina botulínica, conhecida popularmente como botox terapêutico, é uma substância extremamente popular no Brasil e no mundo. Muito utilizada para amenizar rugas e linhas de expressão, esse produto recentemente ganhou importância na Odontologia.

Com aplicações distintas das convencionais, essa intervenção proporciona aos pacientes benefícios não só estéticos. O botox também é uma alternativa para o tratamento de alguns problemas de saúde.

Apesar de toda flexibilidade, é sempre necessário reforçar que o botox é um tratamento. Assim sendo, deve ser realizado por um profissional capacitado e experiente.

Entenda abaixo um pouco mais sobre o procedimento e conheça suas vantagens.

O que é o botox terapêutico?

A toxina botulínica (popularmente conhecida como botox terapêutico) é a substância produzida pela bactéria Clostridium Botulinum. Foi descoberto que essa toxina, se aplicada em pequenas quantidades, é capaz de produzir alguns efeitos positivos sobre a musculatura humana.

Para que tudo isso seja possível, a toxina responsável pelo procedimento libera a acetilcolina na pele.

Isso causa o relaxamento dos tecidos musculares da área em que a substância foi aplicada, proporcionando os resultados esperados. Ou seja, diminuição da contração muscular daquela região específica.

E qual o uso terapêutico do botox na Odontologia?

O botox é mais conhecido na área estética, para a redução ou retardamento de rugas e linhas de expressão. Porém, mais recentemente, foram descobertos outros usos para a Odontologia, em que a toxina é aplicada em músculos da face que estão relacionados a problemas odontológicos.

Os principais usos do botox terapêutico na Odontologia são para o tratamento de:

Leia também:

Estética Orofacial: o que é, indicações e tratamentos disponíveis

Saiba mais sobre os 4 principais benefícios do botox terapêutico odontológico!

toxina botulínica tem um mecanismo de ação e atua na pele e em regiões como a mandíbula (músculos da mímica e músculos da mastigação) para realizar o relaxamento e o condicionamento muscular.

Dessa forma, os benefícios podem ser muitos, partindo desde avanços estéticos até a redução de dores decorrentes de problemas na articulação da mandíbula.

Além disso, o botox terapêutico é usado como uma ótima alternativa para o tratamento de alguns quadros.

A seguir, detalhamos melhor os usos específicos do botox terapêutico na Odontologia:

1 – Bruxismo

O bruxismo afeta 30% dos brasileiros e é caracterizado pelo ranger ou apertamento dos dentes durante o sono ou em vigília (acordado).

Essa condição é extremamente prejudicial, já que pessoas que sofrem com ela tendem a ter problemas dentários, nos músculos e também nas articulações da mandíbula.

Para solucionar esse problema, um dos procedimentos mais comuns prevê o uso de placas que impedem o atrito entre os dentes e reduzem o ruído causado pelo ranger. Porém, essa ação geralmente é incômoda e alguns pacientes não se adaptam ao aparelho.

Por essa razão, a aplicação do botox terapêutico para bruxismo, quando bem indicado, pode amenizar os sintomas.

Nesse tratamento odontológico, a aplicação da toxina botulínica auxilia no relaxamento do músculo e faz com que ele não tenha força para causar forte impacto entre os dentes.

Leia também:

Bruxismo infantil: confira quais são as causas e tratamentos

2 – Sorriso gengival

O sorriso gengival é o quadro em que a gengiva é excessiva, ou seja, ela aparece sempre que a pessoa sorri. Essa condição é inconveniente e pode afetar de forma forte a autoestima de um paciente.

O tratamento convencional consiste em uma cirurgia, que pode assustar muitas pessoas. Por isso, o botox terapêutico pode ser indicado como uma intervenção não invasiva. Afinal, ele causa o relaxamento da musculatura, limitando e “escondendo” parte da gengiva.

Vale ressaltar também que esse não é um procedimento permanente, ou seja, é necessário refazê-lo após alguns meses.

Tem curiosidade de entender melhor como funciona a cirurgia para sorriso gengival? A Dra. Ianara Pinho, dentista da Clínica Ianara Pinho Odontologia, explica melhor no vídeo abaixo sobre uma das opções de correção, a Gengivoplastia. Assista:

3 – Paralisia facial

A paralisia facial é uma condição muito estressante e até assustadora, pois ocasiona a perda de movimentos de parte da face.

E esse quadro é mais comum do que muitos pensam, já que estimativas do Departamento de Neurologia da Universidade de São Paulo indicam que surgem entre 30 e 40 mil novos casos anualmente no Brasil.

Recentemente, foi descoberto que o botox terapêutico pode ser uma excelente opção para melhorar e estimular o movimento nas áreas afetadas pela paralisia.

Os pacientes relatam que, após o tratamento, os resultados são positivos e atendem às expectativas.

4 – Cefaleia

Cefaleia nada mais é que o termo técnico para designar a dor de cabeça, quadro que afeta a vida de muitas pessoas e pode ser insuportável. Mas, no lugar dos tradicionais remédios, a toxina botulínica pode ser mais funcional e positivo.

Alguns pacientes que passaram pelo tratamento garantem a eficácia desse método, que pode diminuir e até eliminar as dores por completo logo após a primeira aplicação.

Como é feita a aplicação do botox terapêutico?

A aplicação do botox terapêutico na Odontologia é considerada um procedimento simples e pouco invasivo. A intervenção consiste na aplicação da substância por meio de uma seringa, em que a agulha utilizada é bem fina e, por isso, o procedimento é praticamente indolor.

Com uma ação localizada, o profissional consegue agir de forma precisa para resolver o problema que aflige o paciente.

A toxina botulínica comercializada é vendida em pó, que deve ser diluído em soro fisiológico para a aplicação.

É importante ressaltar que a aplicação do botox terapêutico só é possível após o dentista observar a condição da saúde bucal do paciente e realizar os exames necessários.

Apesar de ser considerado um procedimento simples, é muito importante procurar por um profissional capacitado e experiente.

Devemos sempre ressaltar que o uso incorreto do botox terapêutico pode trazer sérios prejuízos para a saúde do paciente.

Aqui na clínica odontológica Ianara Pinho contamos com uma equipe especializada e com experiência na área de aplicação de botox terapêutico. Caso ainda tenha dúvidas sobre o procedimento, entre em contato conosco, ou agende uma avaliação.

Por que escolher uma clínica odontológica completa em Águas Claras? Descubra aqui!

Quais as diferenças entre botox terapêutico e ácido hialurônico?

Outro tratamento comumente estético que também é usado na Odontologia é o ácido hialurônico. Os procedimentos apresentam algumas semelhanças, por isso é importante fazer a diferenciação entre os dois.

Definição e indicação

O botox terapêutico consiste na aplicação de toxina botulínica em determinados grupos musculares faciais.

O intuito é melhorar a condição clínica do paciente em diversas desordens odontológicas que envolvem espasmos musculares involuntários ou aumento do tônus muscular (contração).

Isso é possível, porque a toxina bloqueia o estímulo nervoso local e causa o relaxamento muscular.

Já o ácido hialurônico é uma substância que está naturalmente presente no organismo humano. De maneira simples, podemos dizer que é uma molécula de açúcar que atrai moléculas de água ao seu redor. Isso resulta em maior firmeza da pele.

O que acontece é que, ao longo dos anos, a concentração dessa substância na pele diminui, o que causa o ressecamento e o aparecimento de rugas.

Na Odontologia, o ácido hialurônico é utilizado no tratamento de perda de volume facial. Dessa maneira, o profissional o aplica para preenchimento de pele e volume na região peribucal e intraoral.

Normalmente, é utilizado em lábios, comissuras, papilas interdentais e sulcos nasogeniano e nasolabial.

Duração do tratamento

Mesmo o botox terapêutico sendo uma solução para diversos quadros, o produto não tem efeito permanente. Ou seja, após cerca de 4 a 6 meses, a toxina botulínica tem de ser reaplicada. Assim o paciente poderá manter os efeitos.

Os efeitos do ácido hialurônico podem ser notados logo após o procedimento, contando com uma duração maior que os efeitos do botox. Dependendo do organismo de cada paciente e da área de aplicação da substância, os efeitos podem durar de 6 meses a 2 anos.

Cuidados após os procedimentos

Apesar de serem considerados procedimentos simples, tanto o botox terapêutico como o ácido hialurônico exigem alguns cuidados após a sua realização.

Após o botox, a área de aplicação pode ficar um pouco sensível e inchada. No início, recomenda-se evitar a exposição direta ao sol e usar filtro solar, para evitar complicações.

A prática de exercícios físicos também deve ser evitada no dia da aplicação. Por fim, é importante não massagear a área.

Após a aplicação de ácido hialurônico, o paciente pode notar dor, hematoma ou inchaço no local. Se desejar, a pessoa pode aplicar gelo no local, mas, de qualquer maneira, essas alterações somem em alguns dias.

As recomendações incluem também o uso de protetor solar e a contraindicação de realização de exercícios físicos nas primeiras 24 horas.

Leia também: Confira os 6 principais tratamentos de estética dental!

O que achou do nosso artigo??
[Total: 1    Média: 5/5]
Posts relacionados

Deixe uma resposta