Quem já teve sabe o quanto é difícil conviver com as incômodas e intensas dores. Ele mesmo: o siso. Mas você já se perguntou por que algumas pessoas não têm dente do siso? Sortudos? Provavelmente a explicação pode estar na evolução da nossa espécie. Isso porque os sisos são uma herança dos nossos ancestrais, que o utilizavam para triturar alimentos mais duros.

Com a evolução do homem, os sisos que também são chamados de terceiros molares, perderam sua função. O crânio do homem evoluiu com o tempo e, por isso, os sisos ficaram obsoletos e até mesmo sem espaço na arcada dentária, que diminuiu de tamanho com o passar dos séculos.

Mas é verdade: há quem passe a vida inteira sem que os sisos nasçam. Isso acontece porque o indivíduo não apresenta o germe dentário que dá origem ao terceiro molar. Algumas pessoas chegam a apresentar um, dois ou até três dos sisos. Em outros casos, mesmo que exista o siso, ele pode estar retido dentro da estrutura óssea e nem estar presente na cavidade oral.

É preciso remover o dente do siso?

Normalmente, os sisos nascem entre os 16 anos e 25 anos. Nem todos precisam removê-lo, mas na maior parte dos casos a sua extração é o mais recomendado. Como os sisos acabaram ficando sem espaço para nascer na arcada dentária, os que erupcionam acabam afetando a estrutura do sorriso, causando incômodo no dente que está ao lado, dificultando a higienização, dentre outros transtornos.

Os sintomas você já deve saber: dores intensas. Em outros casos, os sisos podem gerar fragilidade óssea. Há os que ficam parcialmente expostos, os chamados semi-inclusos, que tem sua limpeza dificultada, pois acumulam restos de alimentos, podendo causar infecções graves. Dessa forma, o mais recomendado nesses casos é a extração dentária.

E não! Não dói. A cirurgia de extração do dente é um procedimento cirúrgico considerado corriqueiro e o paciente tem alta logo em seguida, com restrições alimentares, limpeza cautelosa e repouso. 

Assim que o seu siso começar a “dar o ar da graça”, procure imediatamente o seu dentista para que ele avalie o seu caso. Além disso, não se esqueça de fazer suas consultas periódicas, pois mesmo antes de os sisos nascerem, o dentista já pode agir preventivamente, evitando todos os transtornos já citados.

Acompanhe no vídeo abaixo. Nele, falo sobre a extração do siso e quem pode fazer esse procedimento cirúrgico.

Marque sua consulta!

Agende agora mesmo uma consulta na Clínica Ianara Pinho. A clínica fica localizada no Distrito Federal e conta com um centro de radiologia integrada atendendo a praticamente todos os tipos de exames e tratamentos. Todos os procedimentos são feitos na clínica, sem a necessidade de que você os faça em outros espaços.

Leia também: Dente Incluso: o que é, causas e riscos para a saúde bucal

AGENDAR CONSULTA!


Deixe uma resposta


Leia Também

Clareamento ou lente de contato: qual é a melhor opção?

Você está na dúvida entre o clareamento ou lente de contato dental? Leia o artigo e saiba quando é indicado cada um desses tratamentos.

Mancha no dente pode ser Cárie? Saiba identificar

Mancha no dente pode ser cárie? Manchas escuras podem significar desde pequenos problemas até problemas mais graves. Leia mais!

Como usar Fio Dental corretamente? Dentista explica o passo a passo

O fio dental é um recurso de limpeza dos dentes essencial ao processo de higiene bucal, mas muita gente negligencia o seu uso. Saiba mais!

Diferenciais

Sala de Repouso

Descanso pós-cirúrgico com acompanhamento do especialista.

Sala Cirúrgica para Sedação

Centro Cirúrgico Completo e habilitado para sedação inalatória, medicamentosa e endovenosa.

Brinquedoteca

Ambiente preparado para seu filho(a) enquanto você realiza seu tratamento.

Recepção Ampla

Recepção ampla com espaço para os adultos e crianças!

All in one

Oferecemos uma variedade de exames de radiologia sem a necessidade de deslocamento.

9 Consultórios

9 consultórios equipados com a melhor tecnologia e mais de 20 profissionais.

Radiologia Integrada

Todo o seu tratamento odontológico em um só lugar, desde a consulta ao exame radiológico.

Diferenciais