Em tempos de pandemia, mais do que nunca, estar atento às medidas de biossegurança é essencial na hora de escolher qual clínica de Odontologia oferece menos riscos à sua saúde. 

Com a pandemia do novo coronavírus, algumas clínicas já começaram a se adaptar à nova realidade de mercado implementando novas práticas de segurança e reforçando medidas de higiene e proteção. 

Neste artigo, iremos trazer algumas dicas e princípios de biossegurança para você observar na clínica que você frequenta. É importante frisar que medidas de biossegurança são uma forma de prevenção e um investimento. Afinal, caso você tenha problemas por causa do descumprimento de alguma das medidas, o prejuízo será bem maior. 

Acompanhe nossas dicas e saiba como se certificar de que a clínica que você frequenta é segura e adota medidas específicas de biossegurança. 

O que é biossegurança?

Biossegurança pode ser definida como um conjunto de medidas que visam reduzir os riscos pertinentes à determinada profissão. Na saúde, devido a constante exposição à microorganismos causadores de doenças, as medidas de biossegurança envolvem diversas práticas como lavar as mãos após cada procedimento, instalações e equipamentos devidamente esterilizados, por exemplo. 

Biossegurança na Odontologia 

As clínicas odontológicas são ambientes também sujeitos a proliferação de microorganismos patológicos. Muitos estão presentes na saliva ou no sangue e podem ser transmissíveis.

Equipamento de Proteção Individual (EPI)

A utilização devida de todos os equipamentos de proteção individual é uma das medidas mais eficazes no combate à transmissão de agentes patológicos numa clínica de Odontologia. 

Para cumprir os requisitos mínimos de biossegurança, os EPI’s obrigatórios são: 

  • Touca – evita que o cabelo do dentista entre em contato com a boca do paciente e o protege de respingos de sangue ou saliva e outros produtos de uso odontológico.
  • Óculos protetor – a maioria dos microorganismos patológicos podem ser transmitidos pela saliva. Quando, em contato com os olhos, ocorre a transmissão;
  • Máscara N95 – diferente da máscara cirúrgica comum, a máscara N95 possui um filtro que protege mais efetivamente as vias respiratórias de doenças transmitidas por aerossóis; 
  • Luvas de procedimento ou cirúrgicas – todo mundo já sabe a importância das luvas como medida de prevenção a doenças e higiene. É uma medida básica, mas não menos importante;
  • Avental descartável – o avental descartável é mais seguro e “elimina” qualquer resíduo que estiver nele, diferente do avental de pano que pode acumular saliva, bactérias, sangue, dentre outras substâncias.

Eliminação de microorganismos

Após cada procedimento, as clínicas devem utilizar as melhores técnicas para eliminar microorganismos dos equipamentos e ferramentas odontológicas. 

  • Assepsia – medidas que impedem a contaminação de algum meio, por meio da limpeza e da higiene.
  • Antissepsia – eliminação de microorganismos, ou seja, a desinfecção do meio com substâncias antissépticas;
  • Limpeza – remoção de impurezas para diminuir a proliferação de microorganismos. Deve ser realizada antes da desinfecção e da esterilização; 
  • Desinfecção – eliminação ou remoção de todos os microorganismos em sua forma vegetativa, presentes em artigos e superfícies inanimadas.
  • Esterilização – processo que visa destruir todas as formas de vida microbianas que possam contaminar produtos, materiais e objetos voltados para a saúde, por meios físicos e químicos.

Combate ao Coronavírus (Covid-19) na Ianara Pinho

Além de seguir com todas as boas práticas da Biossegurança apontadas neste artigo, e as recomendações já indicadas pelo Ministério da Saúde, existem algumas boas práticas que as clínicas de odontologia devem adotar neste período de pandemia para garantir a segurança do paciente. 

Disponibilizar álcool em gel na clínica e reforçar a limpeza das instalações é fundamental neste momento. Além disso, fazer uma triagem remota (por via telefônica e presencial) de pacientes é uma das boas medidas que já adotamos em nossa clínica para garantir a segurança de todos. 

Antes de qualquer consulta, nossas secretárias ligam para os pacientes para averiguar a situação de cada um: se apresenta febre ou qualquer um dos sintomas relacionados ao Covid-19. 

Recentemente, nós da clínica Ianara Pinho Odontologia, fomos entrevistados pelo programa “DF no ar” para falar um pouco sobre essas medidas. Para saber mais, confira o vídeo abaixo. 

Portanto, conte com a Ianara Pinho, caso precise seguir com algum atendimento odontológico neste período. Nossa Clínica está à disposição para te receber. 

Clique aqui para agendar um atendimento.

Leia também:

Saúde Bucal e Coronavírus: cuidados para prevenir essa e outras doenças


Deixe uma resposta


Leia Também

Clareamento ou lente de contato: qual é a melhor opção?

Você está na dúvida entre o clareamento ou lente de contato dental? Leia o artigo e saiba quando é indicado cada um desses tratamentos.

Mancha no dente pode ser Cárie? Saiba identificar

Mancha no dente pode ser cárie? Manchas escuras podem significar desde pequenos problemas até problemas mais graves. Leia mais!

Como usar Fio Dental corretamente? Dentista explica o passo a passo

O fio dental é um recurso de limpeza dos dentes essencial ao processo de higiene bucal, mas muita gente negligencia o seu uso. Saiba mais!

Diferenciais

Sala de Repouso

Descanso pós-cirúrgico com acompanhamento do especialista.

Sala Cirúrgica para Sedação

Centro Cirúrgico Completo e habilitado para sedação inalatória, medicamentosa e endovenosa.

Brinquedoteca

Ambiente preparado para seu filho(a) enquanto você realiza seu tratamento.

Recepção Ampla

Recepção ampla com espaço para os adultos e crianças!

All in one

Oferecemos uma variedade de exames de radiologia sem a necessidade de deslocamento.

9 Consultórios

9 consultórios equipados com a melhor tecnologia e mais de 20 profissionais.

Radiologia Integrada

Todo o seu tratamento odontológico em um só lugar, desde a consulta ao exame radiológico.

Diferenciais