O tratamento de canal ocorre quando há lesão no dente, por cárie ou qualquer tipo de traumatismo, que comprometa o nervo ou a polpa do dente (um tecido encontrado na parte interna do dente). 

O tratamento, também conhecido como terapia endodôntica, costuma causar medo nos pacientes menos experientes por ser cercado de mitos. Mas, atualmente, com o avanço das tecnologias e técnicas odontológicas, o tratamento de canal é feito com anestesia e instrumentos feitos sob medida para um procedimento praticamente indolor. 

Neste artigo, vou desvendar os mistérios sobre o tratamento de canal, o que é e quando é indicado. Acompanhe.

O que é?

O tratamento de canal é um procedimento odontológico que objetiva preservar o dente em casos de lesões na polpa ou no nervo. Na maioria das vezes, essas lesões são causados por cáries, mas podem decorrer também de fratura no dente e outros traumas. 

Portanto, o tratamento é uma forma de intervenção para prevenir que a lesão atinja camadas mais profundas do dente, podendo chegar à raiz e aos tecidos que a circundam. Caso o devido tratamento não seja realizado, a lesão irá se tornar cada vez mais extensa, podendo gerar infecção e provocando dor extrema. 

Cáries

Antes de explicar como funciona o tratamento, você precisa entender o que são as cáries e como elas causam danos aos dentes. 

A cárie nada mais é do que uma área no dente danificada por bactérias que, juntas, produzem um ácido capaz de corroer os minerais do dente formando cavidades. Caso a cárie se torne muito extensa e não seja removia, a cavidade vai se aprofundando cada vez mais na estrutura dentária até atingir os nervos dentro da raiz (tecido pulpar ou polpa dentária).

Como funciona o tratamento de canal

O tratamento tem como objetivo remover a polpa dentária e vedar o espaço (canal) para restabelecer as condições ideais e preservar o dente. De maneira resumida, o procedimento segue os seguintes passos:

  1. O dentista identifica os dentes e locais exatos onde a polpa está comprometida através de exames de imagem, como radiografias e exame clínico;
  2. Com brocas odontológicas e outros instrumentos, o dentista abre um acesso à área danificada e limpa o canal retirando a polpa infeccionada ou afetada;
  3. O canal esvaziado é preenchido com um material específico e selado, restaurando a condição de normalidade e mantendo-o em função na boca.

Fazer canal dói? 

O procedimento de canal é feito sempre com o paciente anestesiado. Por esse motivo, ao contrário do que muitas pessoas pensam, durante o procedimento é difícil que o paciente sinta dor.

Porém, o tratamento não deixa de ser uma espécie de procedimento cirúrgico para restabelecer a parte interna do dente e, por isso, pode causar certo desconforto depois de realizado quando o efeito da anestesia passa. Desse modo, são receitadas algumas medicações para serem usadas após o fim do procedimento. 

Leia também: Tratamento de Canal dói? Cuidados para o pós-operatório

Quando o tratamento de canal é indicado?

O canal é indicado nos seguintes casos: 

  1. Quando uma cárie atinge a polpa do dente criando uma infecção ou inflamação;
  2. Quando a polpa é danificada, ou morta, por qualquer tipo de lesão;
  3. Quando há fratura dental com exposição significativa do nervo;
  4. Quando a estrutura dentária está bem desgastada, sendo necessário a colocação de prótese ou pino intracanal.

Para se prevenir contra as cáries, lembre-se de higienizar bem os dentes após as refeições e nunca se esqueça do fio dental – ele é o seu maior aliado nessa batalha. 

Espero que este artigo tenha tirado suas dúvidas sobre o tratamento de canal. Como você viu, não é um bicho de sete cabeças. Raramente os pacientes reclamam de dor e os riscos são muito maiores caso você decida não realizar o tratamento. 

Caso você desconfie de alguma cárie ou lesão, CLIQUE AQUI para marcar uma consulta com a gente. 

Até a próxima. 

Leia também

Saiba quais são os tipos de cárie e os tratamentos disponíveis

Conheça os mitos e verdades sobre implante dentário

Pode realizar Canal em Dente de Leite? Entenda quando é indicado

Tratamento de Canal pode dar errado? Quais as chances de sucesso do tratamento?


Deixe uma resposta

Agendamento

Leia Também!

Saiba a Diferença Entre a Cirurgia Bucomaxilofacial e Bichectomia

Saiba a Diferença Entre a Cirurgia Bucomaxilofacial e Bichectomia

Para tirar as suas dúvidas sobre a cirurgia bucomaxilofacial e bichectomia, reunimos as informações mais importantes.

Tratamento de Canal dói? Cuidados para o pós-operatório

Tratamento de Canal dói? Cuidados para o pós-operatório

Muitas pessoas questionam se o tratamento de canal dói, mas na verdade o procedimento é indolor. Já no pós-operatório pode haver um desconforto.

Sorriso Gengival: cirurgia é a melhor opção para o meu caso?

Sorriso Gengival: cirurgia é a melhor opção para o meu caso?

Você tem sorriso gengival e se sente incomodado? Descubra nesse artigo se a cirurgia é a melhor opção para o seu caso!

Diferenciais

Repouso

Sala de Repouso

Descanso pós-cirúrgico com acompanhamento do especialista.

Cirúrgica

Sala Cirúrgica para Sedação

Centro Cirúrgico Completo e habilitado para sedação inalatória, medicamentosa e endovenosa.

Brinquedoteca

Brinquedoteca

Ambiente preparado para seu filho(a) enquanto você realiza seu tratamento.

Recepção

Recepção Ampla

Recepção ampla com espaço para os adultos e crianças!

all in one

All in one

Oferecemos uma variedade de exames de radiologia sem a necessidade de deslocamento.

consultórios

9 Consultórios

9 consultórios equipados com a melhor tecnologia e mais de 20 profissionais.

radiológico

Radiologia Integrada

Todo o seu tratamento odontológico em um só lugar, desde a consulta ao exame radiológico.

Diferenciais