Como contornar o mau hálito?

Mau hálito: assunto delicado, que gera constrangimento tanto em quem o percebe como em quem o possui. Inclusive, muita gente convive com o problema sem saber, até alguém vir ao seu ouvido para comentar. Embora embaraçoso para ambas as situações, saiba que são várias as causas do mau hálito e pequenos hábitos podem corrigi-lo.

Cuidar da alimentação e da higiene bucal, por exemplo, são algumas dessas práticas. Pensando em ajudá-lo a enfrentar o problema, escrevi este artigo. Nele, comento as principais causas e ainda dou dicas de como controlar o problema para evitar que você passe por ocasiões constrangedoras no seu dia a dia.

O que é halitose (mau hálito)?

A halitose (termo técnico usado para designar o mau hálito) é mais comum do que você pode imaginar. Segundo a Associação Brasileira de Halitose, ABHA, pelo menos três em cada 10 pessoas em todo o Brasil convivem com o mau hálito, seja ocasionalmente ou de forma crônica.

A halitose é o mau cheiro que persiste na boca e não vai embora mesmo após a higiene bucal. Condição crônica em que o hálito do paciente se torna desagradável tanto para o paciente quanto para as pessoas à sua volta. Dessa forma, o odor matinal ou mesmo aquele mau cheiro que fica minutos após uma alimentação não são considerados halitose.

Há casos em que nem mesmo quem sofre do problema sinta que ele exista. Quando isso acontece chamamos de fadiga olfativa. Nesses casos, o paciente não tem resposta olfativa face aos odores. Isso acontece porque a percepção do aroma se atenua com o tempo e o paciente perde a capacidade de sentir a intensidade do odor ou mesmo percebê-lo.

Quais as causas do mau hálito?

Há diversas causas que provocam o mau hálito e é importante que elas sejam identificadas o mais breve possível. Isso porque, embora não seja uma doença, o mau hálito é um sinal de que algo pode não está em ordem no organismo, principalmente quando falamos em saúde bucal.

Ao contrário do que muita gente pensa, ele não vem do estômago. Quase a totalidade dos casos que provocam mau hálito estão relacionados a problemas de saúde da boca. Por isso, a importância de consultar um cirurgião-dentista que vai dar o diagnóstico e o melhor direcionamento para resolver o problema.

Uma das principais causas que provocam o mau hálito é a saburra lingual, uma camada amarela esbranquiçada que se forma no dorso da língua. Ela surge, normalmente, por dois fatores: o primeiro, pela falta de limpeza da língua, acumulando bactérias; e pela redução do fluxo salivar.

Por isso a importância de se fazer a devida limpeza da língua durante a higiene bucal. Para esse processo, você pode usar tanto a escova de dentes ou um limpador próprio para língua.

O mau hálito pode surgir, ainda, de restaurações quebradas, dentes infeccionados e dentaduras que deixaram de ser limpas por um tempo ou que estão desadaptadas. Podemos citar também:

  • inadequada higiene bucal;
  • doenças na gengiva;
  • cárie dentária;
  • periodontite;
  • tártaro;
  • cáseos nas amígdalas;
  • alimentação com alto teor de proteína e gordura;
  • alimentos muito condimentados;
  • bebidas alcoólicas.

Confira 9 dicas para cuidar melhor dos seus dentes

Queimadura no céu da boca: saiba o que fazer e quais cuidados devem ser tomados

Tratamentos para Periodontite: entenda quando raspagem ou cirurgia são indicados

Embora o mau hálito não seja um problema relacionado com o estômago, a halitose também surge em decorrência de uma alimentação desequilibrada. Então, é importante que a sua dieta ou alimentação contemple todos os grupos alimentares: carboidratos, fibras, proteínas e gorduras.

Dicas para evitar o mau hálito

Alguns hábitos podem evitar que você tenha o mau hálito. Entre eles, estão:

  • manter sua higiene bucal em dia;
  • utilizar fio dental para remover a placa bacteriana (biofilme) e restos de comida;
  • fazer bochecho com enxaguante bucal sem álcool;
  • utilizar o limpador de línguas ou usar a escova para retirar, de forma suave, a saburra lingual que causa o odor na boca;
  • manter uma alimentação saudável e rica em fibras;
  • fazer ingestão regular de água;
  • evitar alimentos muito condimentados;
  • fazer um check-up regular com o seu dentista.

Como é feito o diagnóstico e como tratar o mau hálito?

Só quem pode indicar se o paciente vivencia uma crise de mau hálito crônica é o seu cirurgião-dentista. Por isso, ao perceber que o mau hálito persiste em sua boca mesmo após a limpeza dos seus dentes, você precisa visitar imediatamente um consultório odontológico.

Como aprendemos durante o artigo, o mau hálito é um dos sintomas de que alguma coisa não está bem no seu organismo. E como você bem já sabe, a halitose é um problema geralmente ocasionado por doenças da boca e, por isso, deve ser investigado.

O diagnóstico deve ser feito a partir de uma anamnese, seguida de exames laboratoriais, em que o seu dentista perguntará sobre todo o seu histórico odontológico, alimentação, uso de medicamentos e nível de estresse no dia a dia, além de checar sua saúde bucal no momento.

Com este primeiro diagnóstico, o especialista indicará o melhor plano de tratamento para o seu caso, incluindo hábitos de higiene e mudanças na alimentação.

E, principalmente, o exame clínico deve indicar, ainda, que outros procedimentos devem ser realizados: restaurações, limpeza (profilaxia), raspagem, dentre outras ações que visam contornar problemas bucais que provocam o mau hálito.

Marque sua consulta!

Você está com mau hálito? Então, agende agora mesmo uma consulta na Clínica Ianara Pinho. A clínica fica localizada no Distrito Federal e conta com um centro de radiologia integrada atendendo a praticamente todos os tipos de exames e tratamentos. Todos os procedimentos são feitos na clínica, sem a necessidade que você os faça em outros espaços.

AGENDAR CONSULTA!



Deixe uma resposta


Leia Também

Clareamento ou lente de contato: qual é a melhor opção?

Você está na dúvida entre o clareamento ou lente de contato dental? Leia o artigo e saiba quando é indicado cada um desses tratamentos.

Mancha no dente pode ser Cárie? Saiba identificar

Mancha no dente pode ser cárie? Manchas escuras podem significar desde pequenos problemas até problemas mais graves. Leia mais!

Como usar Fio Dental corretamente? Dentista explica o passo a passo

O fio dental é um recurso de limpeza dos dentes essencial ao processo de higiene bucal, mas muita gente negligencia o seu uso. Saiba mais!

Diferenciais

Sala de Repouso

Descanso pós-cirúrgico com acompanhamento do especialista.

Sala Cirúrgica para Sedação

Centro Cirúrgico Completo e habilitado para sedação inalatória, medicamentosa e endovenosa.

Brinquedoteca

Ambiente preparado para seu filho(a) enquanto você realiza seu tratamento.

Recepção Ampla

Recepção ampla com espaço para os adultos e crianças!

All in one

Oferecemos uma variedade de exames de radiologia sem a necessidade de deslocamento.

9 Consultórios

9 consultórios equipados com a melhor tecnologia e mais de 20 profissionais.

Radiologia Integrada

Todo o seu tratamento odontológico em um só lugar, desde a consulta ao exame radiológico.

Diferenciais