Para quem deseja corrigir o sorriso, o mini-implante dentário tem se tornado um dos tipos de tratamentos ortodônticos mais desejados e eficazes. 

De acordo com um estudo da Universidade Federal Fluminense (UFF), cerca de 90% das pessoas que realizam esse tratamento saem absolutamente satisfeitas com os resultados e recomendam o procedimento.

Mas se você ainda tem dúvidas sobre esse procedimento, leia este artigo para entender: 

  • o que é o mini-implante dentário;
  • quais são os tipos;
  • para que ele serve;
  • qual a diferença do mini-implante para o tradicional;
  • quais as vantagens e benefícios;
  • como funciona a recuperação desse tratamento;
  • quais são os valores dessa operação;
  • onde fazer mini-implantes no DF.

 

Continue a leitura para entender mais sobre o tratamento!

O que é mini-implante dentário?

Ao contrário do que muitos imaginam, o mini-implante dentário não serve para substituir um dente perdido. Na verdade, esse tipo de tratamento é utilizado com um objetivo semelhante ao dos aparelhos ortodônticos: promover movimentações na posição dos dentes e corrigir imperfeições no sorriso.

Funciona da seguinte forma: assim como os implantes tradicionais, o mini-implante odontológico é uma peça de titânio com formato semelhante a um parafuso. Ele é instalado no osso que faz a sustentação dos dentes do paciente.

Para que serve o mini-implante dentário?

A principal função do mini-implante dentário é atuar como um reforço, promovendo a ancoragem para corrigir problemas ortodônticos.  Por isso, é um dos acessórios que podem ser utilizados em conjunto com aparelho dentário, sendo geralmente instalado no maxilar superior, inferior ou no palato (céu da boca).

o que é e para que serve o mini-implante dentário

(Fonte: Studio Dentaire)

 

Durante a instalação, o ortodontista faz a conexão entre o mini-implante e o dente que pretende movimentar, para exercer uma força mais intensa especificamente naquele dente e acelerar o tratamento com o aparelho ortodôntico, sem mover os demais. 



Tipos de mini-implante dentário

Existem dois tipos de mini-implantes ortodônticos, sendo eles os verticais e os horizontais. A principal diferença entre eles — além do posicionamento em que são colocados — é o material utilizado para produzi-los: titânio ou aço cirúrgico. 

Geralmente, os verticais são implantados no osso alveolar e os horizontais ficam paralelamente ao plano oclusal do paciente.

O ortodontista é quem vai orientar o paciente e identificar quais tipos de implantes dentários são mais indicados para cada caso.

 

Qual a diferença entre mini-implante dentário e o implante tradicional? 

A principal diferença entre o mini-implante e o implante dentário tradicional é que cada tratamento é utilizado por especialidades distintas da Odontologia, com objetivos diferentes. 

Enquanto o mini-implante serve para oferecer suporte no tratamento com aparelhos, facilitando a movimentação de dentes, o implante tradicional é utilizado na Implantodontia para substituir a raiz dentária, ou seja, quando faltam um ou mais dentes. 

Outra grande diferença está no tamanho de cada dispositivo. O mini-implante tem um comprimento que varia entre 4 e 12 mm, com diâmetro de 1,2 a 2 mm, sendo menor do que o implante tradicional. 

 

Quais são os principais benefícios do tratamento com o mini-implante ortodôntico?

O mini-implante é um excelente recurso para os ortodontistas corrigirem problemas variados e tem sido amplamente utilizado, porque traz diversas vantagens. Entre elas: 

Rapidez no tratamento

Como o mini-implante serve de suporte para o ortodontista exercer força sobre os dentes, os resultados aparecem muito mais rápidos, reduzindo o tempo de duração do tratamento ortodôntico.

Movimentações precisas

Existem casos em que há a necessidade de fazer correções em apenas um dente ou áreas específicas da arcada. Isso é possível utilizando o mini-implante, pois ele permite fazer as movimentações de forma precisa, sem afetar outros dentes.

Além disso, ele pode ser implantado em diversas regiões da boca, incluindo o palato (popularmente conhecido como “céu da boca”), portanto o alinhamento dental tende a ser muito mais eficaz. 

Menos pressão sob as raízes

Uma vez que é possível definir exatamente onde será realizada essa movimentação mais intensa, consegue-se preservar as raízes dentárias. Dessa forma, elas sofrem menos pressão e, com isso, mantém-se a saúde periodontal.

 

Para quem o tratamento com o mini-implante dentário é indicado?

O mini-implante dentário é indicado para pacientes que realizam tratamentos ortodônticos. Porém, ele só é recomendado em casos mais complexos, quando há a necessidade de realizar movimentações mais específicas no dente, sem interferir em todos os grupos dentários.

Portanto, o tratamento pode ser indicado para pacientes:

  • com intrusão ou extrusão dos molares;
  • que possuem grandes espaços entre os dentes;
  • com alterações na mordida;
  • com quadro de aproximação ou distanciamento dos dentes em relação à linha média.

 

Quais são as contraindicações do mini-implante dentário?

Ele não é indicado para quadros ortodônticos mais simples, o mini-implante é contraindicado em pacientes com distúrbios hematológicos, ósseos ou metabólicos não compensados (como diabetes juvenil). Também não é recomendado realizar o tratamento durante a gravidez.

Além disso, algumas características da própria anatomia da boca do paciente também podem impedir que o tratamento possa ser realizado, como casos em que há pouco espaço entre as raízes dos dentes ou má higiene bucal.

 

Como é a instalação do mini-implante ortodôntico?

A instalação do mini-implante ortodôntico é simples e não precisa de cortes nem pontos. Normalmente, o procedimento ocorre em pouco tempo, durando cerca de 20 minutos, com anestesia local. Em geral, a instalação é feita em duas etapas: 

  • primeiro, realiza-se a marcação de onde será colocado o mini-implante;
  • em seguida, é feita a implantação.

 

Para marcar o local exato que o dispositivo precisa ser inserido, o ortodontista utiliza equipamentos de diagnóstico por imagem. 

Depois, por meio de um instrumento especial (broca do tipo piloto), o especialista faz uma pequena abertura na gengiva para inserir o mini-implante no osso maxilar e depois apertá-lo adequadamente, para que fique bem fixado.

Com o procedimento finalizado, rapidamente o paciente já consegue perceber as mudanças em seu sorriso, com tempo curto de cicatrização.

Veja abaixo um vídeo sobre como é feito o procedimento de implantes!

 

Colocar mini-implante dentário dói?

Como é utilizada uma anestesia local para realizar o procedimento, são raros os casos em que o paciente sente algum forte incômodo ou dor durante a instalação do mini-implante. Geralmente, o paciente finaliza o procedimento sem grandes cortes ou sangramentos.

 

Existe algum risco de complicações  do procedimento?

Como qualquer procedimento, mesmo que minimamente invasivo, a instalação do dispositivo também oferece riscos. A principal complicação que pode ocorrer é a fratura do aparelho no momento da implantação.

Isso pode acontecer nos casos em que for aplicada uma pressão muito alta no momento da instalação, causando uma fratura do parafuso do mini-implante. Outro risco é a instalação em um local inadequado, o que poderia afetar outros dentes, dificultar ou até mesmo impedir a movimentação dentária desejada. 

Por isso a importância de realizar o procedimento com especialistas em Ortodontia e em uma clínica capacitada.

De qualquer forma, por ser feito de um material resistente, o risco de fratura do mini-implante é baixo.

 

Como funciona a recuperação do mini-implante ortodôntico

Somente 10% dos pacientes relatam dor após a instalação de mini-implante, segundo pesquisa da Universidade Federal Fluminense (UFF). Portanto, como é um tratamento pouco invasivo, a recuperação do mini-implante dentário costuma ser tranquila e rápida. 

Na maioria dos casos, os pacientes podem voltar à rotina normalmente após a instalação e já se acostumam com o dispositivo após poucos dias do procedimento. Veja abaixo alguns cuidados necessários durante essa recuperação.

 

Cuidados no pós-operatório

Embora o procedimento seja menos invasivo do que os implantes tradicionais, é preciso adotar alguns cuidados no pós-operatório e durante o tratamento. Veja algumas medidas importantes para garantir a boa recuperação e saúde dos tecidos bucais:

  • evitar exercer pressão sobre o implante;
  • procurar não tocar a peça;
  • manter uma boa higiene bucal diária para evitar a perda do dispositivo, com escovação dos dentes e ao redor do mini-implante para remover restos alimentares e placas bacterianas, além de promover a boa circulação sanguínea na gengiva;
  • uso do fio dental;
  • evitar alimentos duros, pegajosos ou fibrosos;
  • realizar retornos periódicos ao dentista. Em geral, as manutenções ortodônticas ocorrem mensalmente.  

 

Durante o tratamento, caso haja descuido e o mini-implante se solte, basta comunicar o ortodontista para que ele possa recolocá-lo em consultório, em poucos minutos, com anestesia local.

 

Como é o antes e depois do mini-implante?

De acordo com estudo da Universidade Federal Fluminense (UFF), os principais resultados esperados do antes e depois são:

  • bom índice de satisfação com o procedimento (90% dos casos);
  • risco mínimo de dor no osso adjacente ao mini-implante;
  • menor tempo de adaptação ao mini-implante (geralmente na primeira semana o paciente já se acostuma ao dispositivo);
  • conforto com o mini-implante durante todo o tratamento ortodôntico.

 

Quanto custa colocar um mini-implante dentário?

Em geral, o custo do tratamento com o mini-implante costuma sair mais em conta comparado com a instalação de um implante dentário. Isso porque o procedimento é mais simples, sem necessidade de cirurgias invasivas ou enxertos ósseos, o que reduz os custos finais do preço do mini-implante ortodôntico.

Além disso, o especialista e a clínica escolhidos para realizar a instalação também devem ser levados em conta, pois podem encarecer ou baratear o tratamento.

Deve-se ressaltar que a qualidade e credibilidade dos profissionais são muito importantes, pois são peças-chave para determinar o sucesso do tratamento e fazer com que alcance os resultados que se deseja com o mini-implante.

 

Leia mais: 4 fatores que comprovam a qualidade da Ianara Pinho Odontologia

 

Onde fazer mini-implante dentário em Brasília?

Para ter sucesso com o tratamento e alcançar os resultados desejados com o mini-implante, é importante realizar a instalação e acompanhamento com especialistas na área e com uma clínica odontológica de alta qualidade. Por isso, os profissionais da Clínica Ianara Pinho Odontologia são os melhores para te atender.

Agende a avaliação do seu mini-implante dentário com um de nossos especialistas extremamente capacitados e receba o melhor tratamento e cuidado com a sua saúde bucal!

 


Deixe uma resposta

Os melhores dentistas de Águas Claras, Asa Sul e Brasília

Leia Também!

Tratamento de Ortodontia em Brasília: Saiba Por Que Você Precisa

Tratamento de Ortodontia em Brasília: Saiba Por Que Você Precisa

O tratamento de ortodontia soluciona não apenas a aparência do sorriso, mas também evita e trata diversos problemas.

Como Cuidar Do Aparelho Dentário: 5 Dicas Para Ajudar Você!

Como Cuidar Do Aparelho Dentário: 5 Dicas Para Ajudar Você!

Evitar mexer e se atentar a sua alimentação são algumas formas de como cuidar do aparelho dentário. Veja mais neste artigo e anote as dicas!

Você tem um dente trincado? Saiba quais são os riscos e o que fazer

Você tem um dente trincado? Saiba quais são os riscos e o que fazer

Um dente trincado pode causar dor, desconforto e sensibilidade. Fora isso, ele é capaz de aparentar

Diferenciais

Repouso

Sala de Repouso

Descanso pós-cirúrgico com acompanhamento do especialista.

Cirúrgica

Sala Cirúrgica para Sedação

Centro Cirúrgico Completo e habilitado para sedação inalatória, medicamentosa e endovenosa.

Brinquedoteca

Brinquedoteca

Ambiente preparado para seu filho(a) enquanto você realiza seu tratamento.

Recepção

Recepção Ampla

Recepção ampla com espaço para os adultos e crianças!

all in one

All in one

Oferecemos uma variedade de exames de radiologia sem a necessidade de deslocamento.

consultórios

9 Consultórios

9 consultórios equipados com a melhor tecnologia e mais de 20 profissionais.

Faça a sua Radiologia Odontológica na região de Águas Claras e Asa Sul

Radiologia Integrada

Todo o seu tratamento odontológico em um só lugar, desde a consulta ao exame radiológico.

Diferenciais