Diabetes e saúde bucal têm uma relação muito próxima e exigem atenção. Isso porque o excesso de glicose no sangue altera diversas funções do organismo, favorecendo o surgimento de problemas que afetam, inclusive, os tecidos da boca.

Por isso, pessoas diabéticas precisam ter um cuidado especial com seus dentes, sendo necessário ainda mais rigor do que para quem não apresenta esse quadro. Ter o suporte de um bom dentista é fundamental para acompanhar o caso.

Mas você sabe por que o diabetes é um risco para o equilíbrio da saúde bucal? Neste artigo responderemos essa pergunta. Continue lendo e veja, também, quais são os problemas mais comuns em pessoas diabéticas e o que é preciso para conviver bem com esse problema, mantendo um sorriso sempre bonito e saudável.

A saúde bucal de pessoas diabéticas

O diabetes é um problema metabólico que afeta o modo como a insulina é trabalhada pelo organismo. Pessoas com esse problema sofrem diversas alterações em seu metabolismo, necessitando adequar seus hábitos e comportamentos com o intuito de manter a saúde equilibrada.

No que se refere ao diabetes e saúde bucal, esse aumento da taxa de glicose no sangue provoca problemas nos tecidos da boca, especialmente na gengiva. Isso se dá em função das alterações na circulação sanguínea da região.

Consequentemente, os tecidos não são oxigenados e nutridos adequadamente, minimizando a sua imunidade. Além disso, as bactérias se proliferam com mais facilidade, uma vez que elas têm no açúcar a sua fonte de energia, então, colonizam-se e desencadeiam diversos problemas bucais.

Mas na relação entre diabetes e saúde bucal não podemos apontar somente a doença como vilã. A influência se dá de forma contrária também, pois inflamações e infecções bucais dificultam o controle da glicemia, assim, agravando o diabetes, favorecendo ainda mais os problemas bucais e criando um círculo vicioso.

Problemas bucais comuns em diabéticos

Existem alguns problemas que se manifestam com mais facilidade em pacientes diabéticos, por isso, podem ser apontados como aqueles mais comuns nesse grupo de pessoas. Eles acontecem porque, conforme explicamos, o aumento da glicose no sangue afeta a circulação sanguínea, reduzindo a imunidade e favorecendo a proliferação de bactérias.

Portanto, quem tem diabetes está propenso a manifestar problemas como:

  • gengivite: inflamação que afeta o tecido gengival;
  • doença periodontal (periodontite): inflamação que afeta todos os tecidos que sustentam os dentes. É uma complicação da gengivite;
  • infecções: pessoas diabéticas estão suscetíveis a infecções bacterianas, fúngicas e virais em função da baixa imunidade;
  • dificuldade de cicatrização: acontece por causa das complicações na circulação sanguínea, afetando a nutrição e oxigenação celular, essenciais para recuperação dos tecidos.

Cuidados para equilibrar diabetes e saúde bucal

Os cuidados que as pessoas diabéticas precisam adotar para preservar sua saúde bucal não são muito diferentes daqueles necessários para os demais. O essencial é, principalmente, manter uma boa higiene bucal.

Os resíduos de alimento precisam ser removidos para não formar a placa bacteriana. Sendo assim, é fundamental escovar os dentes e usar o fio dental todos os dias. Além disso, beber bastante água é importante para manter o bom fluxo salivar e a qualidade da saliva.

As visitas regulares ao dentista devem acontecer também. Assim, o profissional complementará os cuidados em casa, eliminando possíveis pontos de tártaro, que também contém bactérias. Além disso, ele identifica e trata problemas no começo, evitando seu agravamento.

A dieta deve ser mantida conforme instrução do especialista para manter o controle do diabetes. É importante ministrar corretamente os medicamentos, caso eles sejam receitados, pois o equilíbrio da glicose é essencial.

Outra medida importante é evitar o tabaco. Ele, por si, só provoca grandes prejuízos para dentes e gengivas, mas quando associado ao diabetes, intensifica ainda mais os efeitos negativos que ambos provocam.

Para manter o equilíbrio entre diabetes e saúde bucal, adote todos esses cuidados e não se esqueça de esclarecer para um dentista de confiança o seu estado de saúde. Assim, juntos, vocês adotarão medidas preventivas para manter o seu sorriso sempre saudável.

Gostou dessas informações? Então compartilhe com seus amigos nas redes sociais para que eles também conheçam a relação entre diabetes e saúde bucal!


Deixe uma resposta


Leia Também

Clareamento ou lente de contato: qual é a melhor opção?

Você está na dúvida entre o clareamento ou lente de contato dental? Leia o artigo e saiba quando é indicado cada um desses tratamentos.

Mancha no dente pode ser Cárie? Saiba identificar

Mancha no dente pode ser cárie? Manchas escuras podem significar desde pequenos problemas até problemas mais graves. Leia mais!

Como usar Fio Dental corretamente? Dentista explica o passo a passo

O fio dental é um recurso de limpeza dos dentes essencial ao processo de higiene bucal, mas muita gente negligencia o seu uso. Saiba mais!

Diferenciais

Sala de Repouso

Descanso pós-cirúrgico com acompanhamento do especialista.

Sala Cirúrgica para Sedação

Centro Cirúrgico Completo e habilitado para sedação inalatória, medicamentosa e endovenosa.

Brinquedoteca

Ambiente preparado para seu filho(a) enquanto você realiza seu tratamento.

Recepção Ampla

Recepção ampla com espaço para os adultos e crianças!

All in one

Oferecemos uma variedade de exames de radiologia sem a necessidade de deslocamento.

9 Consultórios

9 consultórios equipados com a melhor tecnologia e mais de 20 profissionais.

Radiologia Integrada

Todo o seu tratamento odontológico em um só lugar, desde a consulta ao exame radiológico.

Diferenciais