Gengivite e periodontite são dois problemas que acontecem principalmente quando não realizamos devidamente a higiene bucal. Porém, também podem ser ocasionados por outros fatores que desencadeiam respostas inflamatórias e infecções na gengiva e periodonto.

Essas duas condições são parecidas em seus sintomas, sendo assim, é natural que sejam confundidas. Além disso, existe uma relação entre elas que causa ainda mais dúvidas, e é sobre isso que falaremos neste artigo.

Continue lendo para entender ao certo o que é a gengivite e a periodontite, de que forma elas estão relacionadas e o que você pode fazer para se prevenir a fim de manter os seus dentes e toda a sua boca sempre saudáveis.

O que é gengivite?

Naturalmente, a boca humana é habitat para diversas bactérias, porém, quando há resíduos de alimentos depositados nos dentes, pode ocorrer uma proliferação excessiva de micro-organismos nocivos. Eles consomem esses restos e liberam ácidos que agridem tanto os dentes quanto as gengivas.

Quando isso acontece, o organismo reage desencadeando um processo inflamatório na tentativa de combater essas bactérias. É assim que se instala a gengivite, uma inflamação que afeta as gengivas e provoca sintomas como:

  • vermelhidão;
  • inchaço;
  • sensibilidade;
  • mau hálito;
  • dor;
  • sangramentos.

O que é periodontite?

A periodontite também é um processo inflamatório, porém, mais grave do que a gengivite porque se mostra mais intenso e atinge outros tecidos além da gengiva. Essa doença bucal se estende para outras estruturas de sustentação dos dentes (periodonto), composto também por fibras e ossos.

Em casos muito graves, acontece uma infecção que pode se estender para a base de todos os dentes. Se não for devidamente tratada, ela ocasiona a perda desses tecidos de sustentação, assim, a raiz dos dentes não tem mais onde se fixar e eles acabam se soltando da boca. Os sintomas da periodontite são mais intensos do que da gengivite, sendo alguns deles:

  • mau hálito;
  • dor;
  • inchaços;
  • vermelhidão;
  • sangramentos;
  • presença de pus;
  • retração gengival;
  • descolamento da gengiva;
  • dentes tortos;
  • mobilidade dentária.
  • perda óssea;
  • perda dos dentes

Qual é a relação entre gengivite e periodontite?

Gengivite e periodontite estão relacionadas, porque quando não tratamos a inflamação inicial nas gengivas, a tendência é de que ela se agrave com o passar do tempo. Sendo assim, a periodontite consiste na complicação de uma gengivite que não recebeu o devido tratamento.

Os primeiros sintomas de inflamação podem não causar grande desconforto, mas ela não cessa sozinha. Por isso, é necessário a intervenção de um profissional para que o processo inflamatório seja controlado e não venha se estender para áreas maiores, atingindo os tecidos de sustentação dos dentes.

Essa intervenção é essencial porque, como você viu, uma condição que se inicia com um ligeiro desconforto na gengiva pode levar à perda de dentes. Além disso, a infecção pode se estender para órgãos vitais, porque as bactérias presentes nos tecidos doentes migram pela corrente sanguínea para o coração, pulmão e rins, causando o comprometimento deles.

Leia também:

Profilaxia Dentária: tire suas dúvidas sobre essa limpeza indispensável!

Quando procurar um dentista?

O ideal seria que todas as pessoas passassem por uma consulta odontológica a cada seis meses para acompanhar a saúde bucal. No entanto, você pode retornar ao consultório do dentista antes desse período se perceber os sintomas iniciais de uma gengivite.

É muito importante não negligenciar esses primeiros sinais porque, como dito, a inflamação da gengiva não se cura sozinha. A tendência é que as bactérias continuem se proliferando e migrando para outros tecidos, levando à relação que explicamos entre gengivite e periodontite.

Sendo assim, é fundamental adotar uma rotina de cuidados com a higiene bucal, pois essa é a principal forma de prevenir os processos inflamatórios. Mas não deixe de consultar o dentista para que ele complemente os cuidados que você tem em casa.

Dessa forma, gengivite e periodontite são dois problemas que exigem atenção, porque precisam de tratamento. Então, adquira o hábito de observar os seus dentes e tecidos bucais, a fim de perceber alterações ainda no começo e buscar ajuda de um especialista antes que se tornem complicações graves.

Gostou desse artigo? Então, assine a nossa newsletter para receber diretamente em seu e-mail mais informações interessantes como essas e dicas para cuidar bem do seu sorriso!

Leia também:

Tratamentos para Periodontite: entenda quando raspagem ou cirurgia são indicados

5 possíveis complicações do tártaro não tratado


Deixe uma resposta


Leia Também

Clareamento ou lente de contato: qual é a melhor opção?

Você está na dúvida entre o clareamento ou lente de contato dental? Leia o artigo e saiba quando é indicado cada um desses tratamentos.

Mancha no dente pode ser Cárie? Saiba identificar

Mancha no dente pode ser cárie? Manchas escuras podem significar desde pequenos problemas até problemas mais graves. Leia mais!

Como usar Fio Dental corretamente? Dentista explica o passo a passo

O fio dental é um recurso de limpeza dos dentes essencial ao processo de higiene bucal, mas muita gente negligencia o seu uso. Saiba mais!

Diferenciais

Sala de Repouso

Descanso pós-cirúrgico com acompanhamento do especialista.

Sala Cirúrgica para Sedação

Centro Cirúrgico Completo e habilitado para sedação inalatória, medicamentosa e endovenosa.

Brinquedoteca

Ambiente preparado para seu filho(a) enquanto você realiza seu tratamento.

Recepção Ampla

Recepção ampla com espaço para os adultos e crianças!

All in one

Oferecemos uma variedade de exames de radiologia sem a necessidade de deslocamento.

9 Consultórios

9 consultórios equipados com a melhor tecnologia e mais de 20 profissionais.

Radiologia Integrada

Todo o seu tratamento odontológico em um só lugar, desde a consulta ao exame radiológico.

Diferenciais