A cirurgia ortognática é um procedimento odontológico que serve para corrigir o posicionamento e tamanho de estruturas da face, como a maxila e a mandíbula, nos casos em que apenas o uso de aparelhos ortodônticos não seja suficiente.

A cirurgia é realizada por um cirurgião-dentista especializado na área Bucomaxilofacial — isto é, na regiões da boca, face e pescoço — e oferece como principais resultados a melhora da oclusão, da mastigação, da fala e da respiração do paciente.

No vídeo abaixo, a Dra. Ianara Pinho, cirurgiã-dentista da Clínica Ianara Pinho Odontologia, explica um pouco mais sobre a área Bucomaxilofacial e a cirurgia ortognática. Assista:

O procedimento é muito desejado, porém, por envolver um procedimento cirúrgico, costuma gerar diversas dúvidas em quem deseja realizá-lo.

Neste artigo, você vai poder conferir as respostas para as principais questões que os nossos pacientes nos perguntam em consultório sobre a cirurgia ortognática.

Continue lendo e tire todas as suas dúvidas!

– Para quais casos o procedimento é indicado?

“Como saber se preciso de cirurgia ortognática?” é, sem dúvidas, um dos principais questionamentos entre os pacientes. As indicações da cirurgia ortognática são diversas e o procedimento pode solucionar problemas tanto funcionais quanto estéticos, como:

  • Incômodos ou desvios no queixo (muito grande, para frente, muito pequeno ou para trás);
  • Sorriso gengival (quando a gengiva fica muito à mostra ao sorrir);
  • Assimetria facial;
  • Mordida inadequada;
  • Mau posicionamento dos dentes ligado à fatores ósseos;
  • Dificuldade para encostar os lábios superiores nos lábios inferiores da boca;
  • Ronco excessivo ou apnéia do sono;
  • Dificuldade de mastigação;
  • Problemas de fala;
  • Dores constantes e incômodas na mandíbula, cabeça e ouvido, comprovadamente com origem na articulação temporomandibular (próxima ao ouvido);
  • Insatisfação com a harmonia e estética facial.

Contudo, vale ressaltar que a cirurgia cirurgia ortognática só é recomendada nesses casos quando o tratamento com o aparelho ortodôntico não é suficiente para resolver o problema do paciente.

Está em dúvida se a cirurgia ortognática é a opção mais recomendada para o seu caso? Agende aqui uma avaliação com um de nossos especialistas em Cirurgia Bucomaxilofacial! Nós iremos sanar as suas dúvidas.

– Quem não pode fazer a cirurgia ortognática?

Nem todos os pacientes podem realizar o procedimento. As contraindicações da cirurgia ortognática envolvem pessoas com:

  • Tumores ou doenças sistêmicas severas;
  • Tratamento quimioterápico;
  • Dificuldade de regeneração óssea;
  • Transtornos mentais graves;
  • Doenças de sangue graves, como hemofilia;
  • Diabetes não controlada;
  • Doenças cardiovasculares sérias.

– Existe idade mínima para realizar o procedimento?

Em geral, recomenda-se que a cirurgia ortognática seja realizada apenas após os 17-18 anos de idade, pois é a faixa etária média em que o paciente atinge a maturidade óssea e o processo de crescimento do esqueleto do rosto está concluído. Esse é um requisito importante para a realização do procedimento. Porém existem exames que identificam qual a idade óssea do paciente e, com isso, o momento certo para o procedimento. 

– Como é feita a cirurgia ortognática?

A cirurgia ortognática é segura e controlada a todo o momento por profissionais capacitados, realizada em ambiente hospitalar e com anestesia geral.

O procedimento é feito todo na região interna da boca, onde há o reposicionamento da estrutura alvo (maxila, mandíbula ou mento – queixo), com instrumentos odontológicos adequados para a cirurgia.

Após o reposicionamento, a estrutura alvo é fixada com placas de titânio e pinos, que ficam imperceptíveis no rosto.

Além disso, é necessário que o paciente fique internado algumas horas antes da cirurgia, estando em jejum de no mínimo 8 horas.

É importante reforçar que, antes da realização do procedimento, são feitos exames específicos (como exame de sangue, urina, coração e radiografias do rosto e das arcadas dentária), que atestam as condições de saúde do paciente e oferecem maior segurança para a realização da cirurgia.

Leia também:

Radiologia Odontológica em Brasília: seu atendimento completo é aqui

– Quanto tempo demora uma cirurgia ortognática?

O tempo de duração da cirurgia ortognática é variável, podendo levar em média de 2h a 5h para ser concluída, a depender da complexidade do quadro de cada paciente.

– Ficarei com cicatrizes?

Não. A cirurgia ortognática não deixa cicatrizes visíveis, pois todo o procedimento é realizado por meio de incisões dentro da boca.

– Como é o pós-operatório e a recuperação da cirurgia ortognática?

O pós-operatório e a recuperação da cirurgia ortognática não são tão desconfortáveis, como muitos pacientes imaginam. Nesse período, são utilizados medicamentos, como antibióticos, analgésicos e antiinflamatórios, que visam diminuir qualquer incômodo com o procedimento.

Na maioria dos casos, o tempo de recuperação de cirurgia ortognática é de, em média, 1 mês. Após esse período, o paciente já pode retornar para suas atividades normais (como trabalho, estudos e vida social), com base na avaliação do cirurgião-dentista.

Porém, o pós-operatório é delicado e, para que a recuperação seja bem-sucedida, é necessário seguir alguns cuidados e recomendações específicos, como:

  • Evitar esforço físico, pegar peso, exposição prolongada ao sol, contato com animais e assoar o nariz nas primeiras 3 semanas;
  • Repouso para evitar sangramento;
  • Seguir uma higiene bucal redobrada e específica, com escovas especiais de cerdas macias, além de uma dieta especial líquida e pastosa;
  • Usar adequadamente os medicamentos receitados;
  • Não faltar consultas de retorno e acompanhamento.

Também é recomendado fazer um acompanhamento multidisciplinar, com nutricionistas, fonoaudiólogos e psicólogos, que irão auxiliar para que o pós-operatório seja mais tranquilo e adequado.

– Como é a alimentação após o procedimento?

Como o procedimento impacta diretamente nos ossos e músculos do rosto, não é possível mastigar nos primeiros dias do pós-operatório. Por isso, nesse período, o recomendado é seguir uma dieta líquida e pastosa, composta por sopas, sucos, gelatinas, iogurtes.

Alimentos mais sólidos e consistentes só costumam começar a ser reincluídos na alimentação após os 3 primeiros meses de cirurgia, de acordo com a orientação do cirurgião.

– Existe algum risco da cirurgia ortognática?

Como qualquer procedimento cirúrgico, a cirurgia ortognática também oferece riscos. Porém, as reações consideradas normais e comuns são o inchaço (edema) a dormência/perda da sensibilidade na região após a cirurgia (que é reversível, podendo durar até 1 ano, em alguns casos).

Outro possível risco da cirurgia ortognática é a recidiva (quando o maxilar ou a estrutura alvo do rosto volta para a posição original). Porém, esse efeito é raro e não costuma ocorrer na maioria dos pacientes.

– Quanto tempo dura o inchaço da cirurgia ortognática?

O inchaço (edema) da cirurgia ortognática desaparece progressivamente com o tempo, sendo que em que boa parte já desincha nos primeiros 15 dias após a realização do procedimento. Na terceira semana, o edema já está mais normalizado e é possível notar os primeiros resultados da cirurgia.

– É preciso colocar aparelho para fazer a cirurgia?

Sim, na maioria dos casos é necessário fazer o tratamento com o aparelho ortodôntico antes de realizar a cirurgia ortognática, para garantir o bom posicionamento dos dentes e favorecer o sucesso com o procedimento. Porém em alguns casos, há a possibilidade do “benefício antecipado”, no qual o tratamento com aparelho ortodôntico começa após a cirurgia.

Além disso, o uso do aparelho é recomendado também durante e após a cirurgia, para a manutenção dos encaixes dentários.

Saiba mais em:

Tudo que precisa saber sobre aparelho ortodôntico

– Quanto tempo dura o tratamento completo?

Considerando o período de tratamento com o aparelho ortodôntico, o procedimento cirúrgico em si e o tempo de recuperação, o tratamento completo da cirurgia ortognática pode levar entre 1 ano e meio a 2 anos, em média.

Leia também:

Saiba como acelerar o tratamento ortodôntico com essas 6 dicas

– Quanto custa uma cirurgia ortognática?

O valor da cirurgia ortognática é bastante variável, pois depende da complexidade do quadro do paciente, do tipo de procedimento realizado e da equipe médica e odontológica que irão guiaro a cirurgia. Além disso, é importante também considerar os custos com o pré-operatório e do pós-operatório, como consultas e exames.

Para quem conta com convênio ou plano de saúde, pode-se cobrir os principais custos do procedimento (como internação, materiais hospitalares, anestesia), por determinação da ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar).

Lembrando que você pode sempre contar com os especialistas na área de bucomaxilofacial e em cirurgia ortognática para guiá-lo em direção à harmonização do seu rosto e sorriso. Conheça aqui a equipe da Clínica Ianara Pinho.


Deixe uma resposta


Leia Também

Clareamento ou lente de contato: qual é a melhor opção?

Você está na dúvida entre o clareamento ou lente de contato dental? Leia o artigo e saiba quando é indicado cada um desses tratamentos.

Mancha no dente pode ser Cárie? Saiba identificar

Mancha no dente pode ser cárie? Manchas escuras podem significar desde pequenos problemas até problemas mais graves. Leia mais!

Como usar Fio Dental corretamente? Dentista explica o passo a passo

O fio dental é um recurso de limpeza dos dentes essencial ao processo de higiene bucal, mas muita gente negligencia o seu uso. Saiba mais!

Diferenciais

Sala de Repouso

Descanso pós-cirúrgico com acompanhamento do especialista.

Sala Cirúrgica para Sedação

Centro Cirúrgico Completo e habilitado para sedação inalatória, medicamentosa e endovenosa.

Brinquedoteca

Ambiente preparado para seu filho(a) enquanto você realiza seu tratamento.

Recepção Ampla

Recepção ampla com espaço para os adultos e crianças!

All in one

Oferecemos uma variedade de exames de radiologia sem a necessidade de deslocamento.

9 Consultórios

9 consultórios equipados com a melhor tecnologia e mais de 20 profissionais.

Radiologia Integrada

Todo o seu tratamento odontológico em um só lugar, desde a consulta ao exame radiológico.

Diferenciais