3 hábitos que podem causar dentes amarelados

3 hábitos que podem causar dentes amarelados

A preocupação com a saúde bucal está aumentando cada vez mais e se tornado um fator relevante para a aparência de muitas pessoas. Por isso, dentes amarelados passaram a ser um verdadeiro pesadelo para os que desejam um visual melhor.

Além de visitar um consultório odontológico com frequência, entender quais são as causas e fatores que podem escurecer a dentição é necessário para acabar de vez com este problema. Pensando nisso, separamos as 3 principais causas para esse fenômeno e como eles podem ser superados.

1. Consumir alimentos que mancham os dentes

Existem alguns alimentos que amarelam os dentes, ou seja, mesmo com uma higiene bucal adequada, sua dentição ficará manchada de forma desagradável. Consultamos uma especialista em Dentística que revela algumas informações importantes sobre sobre o assunto:

“Uso excessivo de bebidas e alimentos com corantes como o chocolate, vinho, molhos, entre outros”. Além disso, o café também deixa os dentes amarelos. Tudo isso faz com que uma dieta balanceada se torne essencial para a reversão do quadro.

Apesar disso, é importante lembrar que não é necessário excluir totalmente esses alimentos de sua rotina. Basta apenas evitar comê-los com muita frequência e adotar algumas práticas para evitar o contato direto dessas bebidas com os dentes, como por exemplo, o uso de canudos.

2. Fumar pode resultar em dentes amarelados

Um hábito extremamente nocivo para os dentes é o fumo. Isso porque, os cigarros possuem diversas substâncias tóxicas, principais causas para dentes amarelos. E não é só isso, O hábito pode causar danos ainda maiores na dentição e na gengiva.

Sobre o perigo do fumo, a especialista alerta: “Sabe-se que o cigarro é um dos fatores que mais prejudicam a saúde da boca e não importa a quantidade”. Isso significa que não basta evitar apenas esse hábito, mesmo em pequena quantidade, é responsável por grandes estragos.

3. A falta de cuidados com os dentes também é prejudicial

Além dos cuidados com os dentes citados acima, uma boa higiene pessoal é imprescindível. Vencer a preguiça todos os dias e realizar a limpeza de forma diária é muito importante.

Gastando aproximadamente cinco minutos após as refeições, já será possível manter um sorriso natural e saudável. No entanto, é claro, a saúde bucal vai além de apenas o bom uso da escova e do fio dental. Os dentes amarelados, por exemplo, podem também ser um sinal da erosão dentária.

Além disso,  “em alguns casos os tratamentos de canais (tratamentos endodônticos)  também podem interferir na coloração dos dentes”, conta a doutora . Por todos esses fatores, é necessário realizar visitas frequentes ao dentista, sempre aliando a prevenção aos cuidados diários.

Como melhorar este quadro

Depois de entender as causas e motivos para um dente com manchas ou amarelado, é importante saber como mudar quadro e devolver uma aparência agradável (e mais branca) a ele.

Um clareamento, então, pode ser uma opção eficiente e segura. Porém, é necessário fazer com um especialista qualificado e capaz, como lembra a especialista: “[É um bom procedimento] desde que seja feito por um profissional que conheça bem os produtos branqueadores e siga a técnica dos fabricantes em relação a tempo e segurança”, finaliza.

Veja um pouco mais sobre esse tipo de tratamento e quais são suas vantagens como a doutora Ianara Pinho:

Além disso, é vital entender o momento exato em que os produtos devem ser utilizados. Isso porque os dentes demoram para se desenvolver por completo e é comum que nesta primeira dentição os dentes sejam um pouco amarelados. Especialmente quando a criança apresenta dentição mista (parte composta por dentes de leite e parte composta por dentes permanentes).

Os dentes amarelados realmente são um grande incômodo e a tecnologia atual permite acabar de vez com este problema. Entretanto, para se livrar desta situação é preciso aliar cuidados no dentista com alguns hábitos saudáveis como os citados acima.