Área ou especialidade odontológica responsável por devolver aos dentes além da sua integridade funcional e estrutural, também a estética.

Desse modo, entendemos que os dentes e a face devem apresentar-se harmônicos e saudáveis. Para tanto, a Odontologia atualmente conta com diversas técnicas e materiais modernos de altíssima qualidade que proporcionam excelentes resultados estéticos e funcionais.

Dentre as possibilidades de tratamento podemos citar:

 

 

  • Facetas ou lentes de porcelana: utilizadas para melhorar a cor e/ou a forma dos dentes anteriores. Indicada nos casos em que apenas o clareamento dental não foi suficiente para melhorar a cor da estrutura dentária; também indicada para dentes muito escurecidos após traumatismos dentários ou por terem sido submetidos a tratamentos endodônticos (canal); dentes que apresentam restaurações antigas na face vestibular (parte da frente dos dentes); quando apresentam alguma alteração em sua anatomia, por exemplo nos casos dos dentes conóides (dentes com formato cônico) ou ainda quando os dentes apresentam desgaste acentuado. A diferença principal entre as facetas e as lentes de contato é o fato de que as lentes de contato são bem finas e, por isso, não exigem que sejam realizados desgastes na estrutura dentária.

 

 

 

  • Clareamento ou branqueamento dentário:  por meio de géis e produtos oxidantes específicos é possível quebrar as moléculas de pigmentos que se encontram na dentina (camada que se encontra abaixo do esmalte dentário) e que são responsáveis pela coloração dos dentes. Os dentes podem se tornar escurecidos por fatores externos, como fumo ou pela ingestão frequente de determinados alimentos ou por fatores internos, como a própria constituição genética dos dentes. A técnica utilizada para se conseguir bons resultados vai depender da avaliação clínica do profissional, porém o procedimento pode ser executado em consultório ou em casa. Em ambos os casos, excelentes resultados podem ser alcançados, porém o branqueamento caseiro, em geral é um tratamento mais demorado e que gera menos sensibilidade que o tratamento realizado em consultório. A sensibilidade dentária pode ocorrer durante o tratamento, porem varia de um paciente para o outro e pode ser controlada.

 

Curta no Facebook

Últimas Notícias